O Encontro 2014

Logo_Encontro2014

“Pois digo isto não para que haja alívio para outros e aperto para vós, mas para que haja igualdade, suprindo, neste tempo presente, na vossa abundância a falta dos outros, para que também a abundância deles venha a suprir a vossa falta, e assim haja igualdade; como está escrito: Ao que muito colheu, não sobrou; e ao que pouco colheu, não faltou”.
(2 Coríntios 8.13-15)

Equidade é uma palavra perigosa, porque encerra uma ética que questiona nossos dogmas políticos e religiosos, tanto de justiça quanto de cidadania. É mais do que tratar a todos de maneira igual, como preconiza a teoria social de igualdade jurídica. Equidade concebe igualdade considerando expressamente as devidas diferenças visando alcançar um padrão bíblico de justiça – a justiça do reino de Deus.

Este será o tema central do 9º Encontro Nacional da RENAS, de 11 a 13 de setembro em Curitiba (PR). Não é a primeira vez que falamos sobre o assunto. No Encontro realizado em 2009 no Rio de Janeiro (RJ) abordamos “A Igreja de Cristo promovendo a justiça”. Na ocasião tivemos a presença de Ronald Sider, autor do clássico “Cristãos ricos em tempos de fome”.

Voltamos a enfatizar este assunto, que persiste, embora se reconheça avanços no contexto brasileiro. Mas ainda há muito por fazer para se reduzir índices obscenos de desigualdade social.

Também queremos celebrar os 40 anos do Congresso Lausanne — especialmente, seus desdobramentos na América Latina.

Nos unimos a diversas organizações, movimentos e, sobretudo, igrejas, formando uma rede que atua em parceria pela redução das desigualdades sociais, no espírito do evangelho libertador de Cristo. Para que haja, sim, mais equidade e que ela sinalize o reino de Deus em nós, entre nós e, principalmente, para além de nós. Esta é nossa missão e compromisso.

Gerhard, Jailma e Soraya
Grupo Coordenador da RENAS

Clemir, Débora, Welinton, Klênia, Lissânder, Patrick e Tania
Equipe de apoio do 9º Encontro RENAS

Últimas do blog